sábado, 29 de setembro de 2012

A Lição da Borboleta



A Lição da Borboleta




Um homem, certo dia, viu surgir uma pequena abertura num casulo. Sentou-se perto do local onde o casulo se apoiava e ficou a observar o que iria acontecer, como é que a lagarta conseguiria sair por um orifício tão miúdo. Mas logo lhe pareceu que ela havia parado de fazer qualquer progresso, como se tivesse feito todo o esforço possível e agora não conseguisse mais prosseguir. Ele resolveu então ajudá-la: pegou uma tesoura e rompeu o restante do casulo. A borboleta pôde sair com toda a facilidade... mas seu corpo estava murcho; além disso, era pequena e tinha as asas amassadas.
O homem continuou a observá-la porque esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e se estendessem para serem capazes de suportar o corpo que iria se firmar a tempo. Nada aconteceu! Na verdade a borboleta passou o restante de sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Nunca foi capaz de voar.
O que o homem em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura eram o modo pelo qual Deus fazia com que o fluido do corpo daquele pequenino inseto circulasse até suas asas para que ela ficasse pronta para voar assim que se livrasse daquele invólucro.
Algumas vezes o esforço é justamente aquilo de que precisamos em nossa vida. Se Deus nos permitisse passar através da existência sem quaisquer obstáculos, Ele nos condenaria a uma vida atrofiada. Não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido. Nunca poderíamos alçar voo


Fonte: "Para que minha vida se transforme"- Maria Salette e Wilma Ruggeri - Editora Verus

Frutos Através da Luta





Frutos Através da luta



"Esta é a glória de meu Pai, que deis muito fruto, mostrando-vos como meus discípulos." (João 15.8)

Tim, um membro da igreja, cultiva várias variedades raras de uvas no morro atrás de sua casa. Porém, Tim plantou suas vinhas ao longo de uma parte íngreme e rochosa do morro. 
"Por que você não planta as vinhas na base do morro?" Perguntaram a ele. "O solo certamente parece muito melhor e há mais sol."

Tim sorriu: "Há uma regra que você precisa se lembrar quando se trata de cultivo dessas variedades especiais de uvas", disse ele. "Quando alimentá-las luxuosamente com muitos nutrientes e fertilizantes, a videira produz um arbusto abundante de folhas e de cana. Mas o fruto que cresce é escasso e muito pobre. Com os fertilizantes você investe todos os nutrientes em crescimento exuberante, folhas escuras e bonitas. E quando a videira tenha terminado de fazer isso, ela tem muito pouca energia e deixará de produzir frutos. Ela certamente parece uma videira bonita, mas é só isso. Ela apenas parece ser boa. "

- Como, então, você consegue boas uvas?

Como explicou Tim, você tem que ter certeza que a videira luta! Você deve plantá-la em solo rochoso, pedregoso, ou serrar a videira por envolvimento de fios ao redor dos cordões, forçando a planta a lutar quando tentam tirar nutrientes de suas raízes. Isto faz com que a videira seja afligida para desviar a maior parte de todos os seus nutrientes valiosos e difíceis de ganho no interior do fruto, em vez de folhas. O resultado dessas  tribulações é o mais doce fruto possível!

Então ... talvez o solo rochoso e declives íngremes em sua vida não são tão ruins. As provações e lutas, decepções e contrariedades que você enfrenta pressionam você de todos os lados ... são abençoadores em sua vida.

Os contratempos que enfrentamos,  as investidas que nos pressionam de todos os lados ... são ferimentos de bênção. E você não vai ter uma colheita boa sem eles.

Senhor, quando eu estiver diante de Ti, eu quero que Tu encontres frutos doces na minha vida!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

O Dever de Lembrar dos Pobres






O dever de Lembrar-se dos Pobres


"Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres, o que também procurei fazer com diligência." (Gálatas 2:10)


"Meus irmãos, não tenhais a fé de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da glória, em acepção de pessoas.
Porque, se no vosso ajuntamento entrar algum homem com anel de ouro no dedo, com trajes preciosos, e entrar também algum pobre com sórdido traje,
E atentardes para o que traz o traje precioso, e lhe disserdes: Assenta-te tu aqui num lugar de honra, e disserdes ao pobre: Tu, fica aí em pé, ou assenta-te abaixo do meu estrado,
Porventura não fizestes distinção entre vós mesmos, e não vos fizestes juízes de maus pensamentos?
Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?
Mas vós desonrastes o pobre. Porventura não vos oprimem os ricos, e não vos arrastam aos tribunais?
Porventura não blasfemam eles o bom nome que sobre vós foi invocado?
Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis.
Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado, e sois redarguidos pela lei como transgressores.
Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.
Porque aquele que disse: Não cometerás adultério, também disse: Não matarás. Se tu pois não cometeres adultério, mas matares, estás feito transgressor da lei. 
Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade.
Porque o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa do juízo.
Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?
E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano,
E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?
Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma." (Tiago 2:1-17)


Se você não ajuda quem você vê que tem maior necessidade, o amor de Deus não habita em você. 
Ajudar é um dever que temos para com os pobres do rebanho do Senhor, e colhemos muitas vantagens que não teríamos se não nos lembrássemos deles.

Por que devemos nos lembrar dos pobres? Porque são seus irmãos no Senhor.
Você sente como Davi que faria qualquer coisa por amor de Jônatas? 
E se ele tem algum filho doente pobre, algum Mefibosete, coxo de seus pés, você não vai sentá-lo à tua mesa, ou dar-lhe uma manutenção, vendo que o sangue Jonathan está em suas veias? 

Lembre-se, o sangue de Jesus corre nas veias dos santos pobres, pois eles são seus parentes. Eles são seus irmãos se você é um filho de Deus, sendo filhos de Deus também, eles são seus aliados.

Você deixará seu irmão morrer de fome? Se puder, você não aliviará a necessidade de seu irmão, e não protegê-lo-á do frio, não afastará a fome, não suprirá suas necessidades? 

Você ama a Jesus, ama os amigos de Jesus, e eu sei que você ama a sua própria família, então, como você não quer amar seus irmãos pobres? Eu sei que você quer, você quer aliviá-los.

Para a meditação: Você discrimina alguns de seus irmãos e irmãs em Cristo? Seu Pai celestial não faz isso.

"Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus." 
(Gálatas 3:28)

"E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas." (Efésios 6:9).

Lembre dos pobres.

Se tu podes




Se Tu podes



"Jesus disse-lhe: Se tu podes crer." (Marcos 9:23)


Um homem tinha um filho endemoninhado, e este sofria com um espírito mudo. O pai, tendo visto a inutilidade dos esforços dos discípulos para curar seu filho, tinha pouca fé em Cristo, e, portanto, quando ele foi convidado para trazer seu filho para ele, ele disse a Jesus:

"Se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. "

Agora havia um "se" na questão, mas o pobre pai tinha colocado o "se" no lugar errado. Jesus Cristo, portanto, sem ordenar-lhe para recolher o "se", gentilmente coloca-o em sua posição legítima. 
"Não, na verdade," ele parecia dizer, "não deve haver se" sobre o meu poder, nem sobre a minha vontade, o se está em outro lugar: 
"Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê". 

A confiança do homem foi reforçada, ele ofereceu uma oração humilde para um aumento de fé, e imediatamente Jesus falou a palavra, e o diabo foi expulso, com uma liminar para nunca mais voltar. 
Há uma lição aqui que temos de aprender. Nós, como este homem, muitas vezes, colocamos um "se" em algum lugar, mas estamos tropeçando, porque o colocamos no lugar errado. "Se" Jesus pode me ajudar - "se" ele pode me dar a graça para vencer a tentação - "se" ele pode me dar perdão - "se" ele pode me fazer bem-sucedido? Não, "se", você pode acreditar, ele tanto pode e vai. Você perdeu o seu "se". Se você pode confiantemente confiar, mesmo que todas as coisas são possíveis a Cristo, assim todas as coisas devem ser possíveis para você. 
Fé permanece no poder de Deus, e é revestido de majestade de Deus com trajes reais, e cavalga no cavalo do rei, pois é a graça que o rei deseja honrar. Cingindo-se com o glorioso poder do Espírito todo-trabalho, torna-se, na onipotência de Deus, poderoso para fazer, para ousar, e para sofrer. 
Todas as coisas, sem limite, são possíveis ao que crê. 
Minha alma, tu podes crer no teu Senhor!


sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O Poder do Exemplo





O Poder do Exemplo




"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a nosso Pai, que está nos céus." (Mateus 5:16)

"Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens" 
(Mateus 5:13) 

Todos temos em nossas vidas pessoas cujas opiniões nós respeitamos e até nos perguntamos, ao passaremos por uma situação difícil, o que fulano faria ou diria? 
Uma das razões porque Deus deve ter escolhido Paulo para escrever a maior parte do Novo Testamento é que Ele queria que soubéssemos sobre este apóstolo.
Deus quer que compreendamos o pensamento de Paulo, suas ambições, seu foco e motivações. 
Ao lermos sobre ele no livro Atos e, todo o caminho através de suas epístolas, vemos que a ambição de Paulo era a vida no evangelismo, seu foco era a cruz, e seu alvo era Cristo. 
O Espírito de Deus inspirou Paulo a dizer-nos: - Junte-se com os outros seguindo o meu exemplo.

Diante acusadores? Paulo mantém sua língua e aponta para os fatos. 
Assaltado por dificuldades? Ele diz que essas dificuldades resultarão para o bem. 
Confrontado com a injustiça? Paulo afirma pacientemente o seu caso e se move para a frente. 
Golpeado com cárcere privado? Ele canta louvores a Deus em sua cela. 
Assediado por ameaças de morte? Ele diz que seria apenas mandá-lo para casa, mandá-lo mais cedo para a Glória. 
Perseguido por solidão? Paulo fixa os olhos acima em glórias celestiais.

Paulo nos diz para seguir o seu exemplo. E nós podemos fazer isso? 
Quando somos atacados por dificuldades, somos capazes de confiar que está tudo se encaixando para o bem? 
Quando somos confrontados com as injustiças, podemos pacientemente apenas afirmar o nosso caso e avançar sem iniciar uma discussão? 

Há tanto sobre o apóstolo Paulo que podemos imitar; tantas coisas sobre sua vida que podemos copiar para a nossa.

Todos nós precisamos do poder do exemplo. Há exemplos que Deus nos dá para seguir, pode ser um cristão maduro ou uma figura bíblica como Paulo. 
Podemos não perceber, mas alguém está nos seguindo, por isso vamos dar um exemplo para o bem e não para o mal. Vamos fazer a cruz o nosso foco, a nossa motivação o evangelismo, e a glória de Cristo, nosso objetivo. Sejamos um exemplo a ser seguido.


quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Bettina Eistel


Bettina Eistel
.


Betina Eistel


Esta semana os atletas com deficiência de todo o mundo estão competindo em Londres durante os Jogos Paraolímpicos.
Bettina Eistel é da Alemanha e ela é uma amazona excelente. Bettina não monta seu cavalo de uma maneira qualquer. Ela nasceu sem os braços, como resultado de sua mãe estar tomando talidomida. Então, como é que esta mulher segura as rédeas? Com a boca, é claro. E seu cavalo, chamado Fabuleax 5, é puro. 
O que é muito legal é que, Bettina não apenas passeia segurando as rédeas com os dentes, ela pode escovar o cavalo com os pés e até selar ele segurando a sela em sua boca.
Bettina não só mantém as rédeas em sua boca, mas ela tem cortes em suas botas de montaria para os dedos dos pés para que ela possa manter a rédea de fundo com os pés. Esta paraolímpica que está a competir no adestramento é bastante notável.

Mas o cavalo é tão notável. Quer dizer, eu tenho trabalhado com muitos cavalos na minha vida, mas este eqüino é diferente de tudo que eu já tenha visto antes. Fabuleax mesmo deixa cair sua cabeça para que Bettina possa colocar seu freio. Ela se senta em um banquinho e é capaz de deslizar o freio sobre a sua cabeça enquanto este cavalo incrível pacientemente mantém a cabeça para baixo. Seu cavalo também responde a comandos de voz, e quando Bettina cutuca-o com as pernas também.
Pessoas como esta paraolímpica, Bettina Eistel, inspira-me como uma pessoa com uma deficiência. Em um sentido físico, ela é mais do que vencedora.
Romanos, capítulo 8, versículo 37, diz: "Em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por meio daquele que nos amou." 
Mais? O que significa ser mais do que um conquistador? Você acha que seria suficiente conquistar limitações, dificuldades, problemas ... e o apóstolo Paulo acrescenta, dificuldades, perseguições, fome, nudez, perigo e espada. O que significa ser mais do que vencedor em todas estas coisas? Bem, a resposta vem de outra mulher com uma deficiência, uma jovem cristã com duas pernas artificiais. Ouça a sua declaração surpreendente: "Assim como eu comecei a acreditar que eu tinha conquistado essa coisa chamada" deficiência ", eu aprendi que não era uma coisa a ser conquistada. Pelo contrário, era algo recebido. "Uau! O mundo poderia esperar de alguém como ela (ou Bettina) para "conquistar" as suas limitações para derrotar, para derrubar, dominar os problemas até o ponto onde ela ganha domínio sobre ela. Isso a faz uma conquistadora admirável.
Mas quando se trata de cristãos como eu e você, Deus espera um passo gigantesco. Através de Cristo, nós podemos fazer mais do que apenas vencer. Podemos abraçar. Podemos dar bem-vindos. Podemos, como o apóstolo sugere, "consideram pura alegria." Uma boa lição para todos nós hoje. 

Ah, e não se esqueça, se você quiser ver algumas fotos fabulosas de Bettina e seu cavalo, então visite minha página de rádio em joniandfriends.org e siga o link.

joni and friends