terça-feira, 30 de maio de 2017

Seus Olhos Estão nos Pardais





Seus Olhos Estão nos Pardais


"Não são dois pardais vendidos por um centavo? Mas nenhum deles cairá no chão, se não for a vontade de vosso Pai. Até os cabelos de vossa cabeça estão contados. Portanto, não tenham medo; vocês valem mais que muitos pardais" (Mateus 10:29-31) 

Jesus disse que os pardais valem apenas um centavo. No entanto, das nove mil espécies de pássaros do mundo, Jesus destacou o menos notado e mais insignificante dos pássaros. 
Se Deus leva tempo para controlar cada pardal - quem é, para onde está indo, se suas necessidades estão ou não sendo cumpridas - então certamente Ele mantém um controle especial sobre você. Intimamente. Pessoalmente. E com todos os detalhes em mente.
A Bíblia pode apontar águias para ressaltar a coragem e poder, e pode falar sobre pombas como símbolos de paz e contentamento. Mas a Palavra de Deus reserva pardais para ensinar uma lição sobre confiança. Assim como Deus cuida ternamente de um pequeno pássaro, mesmo tomando nota de quando ele é prejudicado, ou quando cai no chão, Ele suavemente lembra que Ele é digno de sua maior confiança, sua mais profunda confiança.
Jesus não promete livramento de perseguição ou sofrimento. Ele promete a presença do Pai ao nosso lado, seja o que for que estejamos enfrentando. Ele entende tudo que passamos aqui. Ele sentiu e compreende nosso medo, nossas angústias, nossas mais profundas necessidades. Por isso como você se aproxima de Deus hoje? Talvez você se sinta como um pardal preso na gaiola agarrando a um pote de alimentos vazio com ninguém para se importar. Pare e lembre os fatos por trás de Mateus 10:29-31. Deus se importa. Ele percebe.
É como Max Lucado comenta: "Há muitas razões pelas quais Deus lhe salvou: para trazer glória para si mesmo, para cumprir sua justiça, para demonstrar sua soberania. Mas, uma das razões mais tenras pelas quais Deus lhe salvou é porque ele gosta tanto de você. Ele gosta de ter você por perto... Ele podia habitar em qualquer canto do universo, mas ele escolheu o seu coração..."
Tente confiar no Senhor hoje como um pardal. Sem perguntas. Não tema que Ele não venha. Ele está perto, dentro de você. Relaxe na proteção e provisão de seu grande Deus. 

Pai, é espantoso pensar que com tantas coisas para cuidar, Tu tens um coração para as pessoas que o mundo considera pequenas e insignificantes. Perdoe-me por não acreditar que Tu não só percebes, mas intimamente cuidas de todos os detalhes da minha vida. Ajude-me hoje a acreditar em Ti pelas pequenas coisas. Posso ver todos os detalhes como uma oportunidade para confiar em Ti. 


Retirado e adaptado do livro Diamonds in the Dust. © 1993 por Joni Eareckson Tada. 

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Uma Palavra Encorajadora





Uma Palavra Encorajadora

“Uma voz diz: ‘Clama’; e alguém disse: Que hei de clamar? Toda a carne é erva e toda a sua beleza como a flor do campo.
Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do Senhor. Na verdade o povo é erva.” (Isaías 40: 6-7)

Parece estranho, pois é uma palavra aparentemente desencorajadora, mas penso que é maravilhoso pensar que você não é nada além de erva!
Podemos fazer outra consideração. E se o oposto da observação de Deus fosse verdade? E se nós durássemos para sempre na carne e nunca desaparecêssemos? Se a afirmação fosse verdadeira, poderíamos observar duas coisas:
Em primeiro lugar, você teria que viver consigo mesmo para sempre. Muitas pessoas têm medo de morrer, mas eu não estou tão certo que a alternativa de viver para sempre em nossos corpos é uma boa ideia. Não consigo imaginar viver neste corpo pecaminoso com todas as suas fragilidades e inclinações em direção ao pecado. Acredito que seria difícil suportar. Acho que temos um tempo útil, mais que isso não daria certo. 
Em segundo lugar, não só você viveria para sempre, aqueles que perseguem você e que odeiam Deus viveriam para sempre também. Viver para sempre não nos ajudaria a escapar de sua influência e ações. Imagine que desastre seria.
O fato de o homem ser comparado com uma erva lembra sua fragilidade e a pouca duração de tudo o que diz respeito à vida terrena. As ervas devem nos fazer lembrar que tudo passa. Mas os homens vivem sem lembrarem desta lição da erva. Eles vivem como se as coisas que experimentam e as fases que vivem fossem durar para sempre. Mas, tudo passa.

“O homem nascido de mulher tem vida curta e passa por muitos desapontamentos e dificuldades. É como flor que se abre vigorosa, mas logo murcha, seca e vai-se como a sombra que passa, não dura por muito tempo. (Jó 14.2) 

Para mim é encorajador, pois minha tenda terrena será breve, a idade, doença ou deficiência passarão. 
Agora você se sente um pouco mais encorajado sobre seu último problema médico, sua última luta com o chefe, a sua mais recente batalha com o pecado? Anime-se. Não vai durar. É erva.
- Senhor, eu te louvo por ter permitido que nossa carne pecaminosa morra. Eu reconheço que és o único no universo digno de viver para sempre. Eu sou apenas grato que me deste o privilégio de viver para sempre - depois que este corpo morre! 


http://www.joniandfriends.org/daily-devotional/

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Entendendo as Promessas






Entendendo 

as 

Promessas


Quando oramos em nome de Jesus, estamos pedindo a Deus que nos torne mais semelhantes a Cristo.






Quando esteve na terra, Jesus respondeu orações com promessas. E Ele nunca parecia deixar passar ninguém. Ele mostrou preocupação com o sofrimento, abrindo os olhos dos cegos e os ouvidos dos surdos. Ele até levantou os paralisados ​​em seus pés. Mas eu não sabia disso e, mesmo que soubesse, não sei se faria diferença, até que o inesperado aconteceu. 
Sofri um acidente de trânsito. Eu tinha apenas 18 anos de idade, e os médicos disseram que minhas pernas e mãos nunca iriam funcionar novamente. Eu estava tetraplégica. E agora, o que fazer? Promessas de cura apareceram de todos os lados, sem o resultado esperado.   
Demorei anos para conhecer a palavra de Deus. Como a volta de minhas condições físicas eram muito esperadas por mim, logo vi que havia inúmeros versículos da Bíblia que indicavam que eu poderia pedir o que quer que estivesse na vontade de Deus que Jesus responderia. Naturalmente, eu imaginei que Jesus iria querer me levantar. Por que responder a uma jovem sofredora não seria perfeitamente coerente com Sua vontade?
Eu tinha respaldo, pois na Bíblia Jesus diz:

“E naquele dia nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vô-lo há de dar.
Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra.” 
(João 16.23,24)

E assim, no poderoso e maravilhoso nome de Jesus, pedi a Deus que me levantasse da minha cadeira de rodas. Mas sempre que eu pedia, a resposta esperada não vinha e eu nunca fiquei curada. Pelo menos não o tipo de cura que eu queria. 
Os anos passaram e o trabalho de Deus em minha vida foi me ensinando uma perspectiva de tudo o que esta passagem de João 16 implica. Porque pedir coisas e orar por qualquer coisa em nome de Jesus é pedir a Deus que trabalhe em nossas vidas de tal maneira que nos torne mais semelhantes a Cristo, dando-nos qualidades que são compatíveis com o nome de Jesus. 
Quando oramos em nome de Jesus, estamos pedindo a Deus que nos torne mais semelhantes a Cristo. Então, o que eu poderia esperar receber que era compatível com o nome de Jesus? Bem, eu orei por cura, mas Deus me deu algo mais precioso, algo ainda mais perto de tudo que é Seu nome: Deus me deu um amor, um amor por Seu Filho. Ele me deu resistência, perseverança e longanimidade. Ele me deu confiança na vontade do Pai, e compaixão para com outros cujas aflições eram muito maiores que as minhas!
Lentamente ao longo do tempo, comecei a ver que, basicamente, orar em nome de Jesus é pedir para se tornar altruísta. 
Eu não aprendi a andar, mas eu aprendi a esperar. 
Eu não recuperei minhas mãos, mas encontrei o coração de Deus. 
Eu não tinha a capacidade de correr, mas Deus me deu descanso. 
Deus respondeu a minha oração de uma forma que revela plenamente o nome de Cristo. Porque há coisas mais importantes na vida do que caminhar. Há coisas mais importantes na vida do que ter o uso de suas mãos. O que poderia ser mais importante? Bem, a cura mais profunda é ser como Jesus. E você pode fazer isso muito bem de uma cadeira de rodas.
Peçamos a Deus para que tenhamos a revelação para entendermos que Suas respostas a nossas orações visam nos tornar mais semelhantes a Cristo.



Inspirado http://www.joniandfriends.org/daily-devotional/

quinta-feira, 11 de maio de 2017

A Missão de Mãe




A Missão de Mãe

“Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se elas permanecerem em fé e amor e santificação, com bom senso.” (1Timóteo 2:15)

O destaque bíblico ao papel de mãe demonstra-o como uma das funções mais importante a ser desempenhada na vida. 

O amor de Deus é representado simbolicamente pelo amor de mãe:  

“ ... Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que se compadece do filho do seu ventre? Mas ainda que essa viesse esquecer-se dele, eu, todavia , não me esqueceria de ti” (Isaías 49:14,15)

A mulher sábia edifica sua casa, edifica nações, passando valores e ensinos aos seus filhos, que ficarão marcados na mente e na vida daqueles que um dia crescerão e farão a historia do mundo.

"Ensina a criança no caminho que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele" (Provérbios 22:6)

Entre as mães mencionadas na Bíblia encontramos uma mulher chamada Rispa. Ela é apresentada como a mãe modelo que entendeu e aceitou a missão de ser mãe e, mesmo em face ao sofrimento, não abandonou seus filhos nem quando morreram; passando aproximadamente seis meses enxotando as aves de rapina para que não comessem os corpos de seus dois filhos expostos na terra.
O ato de amor extremo de Rispa pelos seus filhos comove o Rei dos Reis, o Senhor Todo Poderoso, mandando chuva na terra num tempo de seca, e comove o coração do rei Davi, dando dignidade aqueles filhos, concedendo que fossem enterrados junto a seu pai nas sepulturas dos reis de Israel. (2 Samuel 21:8-14).
O amor de Deus por seus filhos é semelhante ao de Rispa que é levado ao extremo. O filho unigênito do Pai foi crucificado por amor aos pecadores. Jesus morreu para que a terra fosse abençoada com salvação. Portanto, nunca desista de seus filhos, eles precisam de você em todas as horas, principalmente quando a vida apresenta suas dificuldades.       
Rispa é o símbolo da mãe persistente, despojada e lutadora que, movida pelo amor de mãe, ao sentir seus filhos arrancados de seus braços, decide lutar para protegê-los, mesmo na morte,  não se deixando vencer, nem dando prazer às bestas feras.     
Sua atitude é um exemplo às nações da expressão do amor sacrificial. Era como se dissesse: por vocês, meus filhos, jamais deixarei que as aves de rapina consumam seus corpos ainda que estejam mortos.     
Quais são as aves de rapina que tentam destruir nossos filhos: vícios, prostituição, namoros libertinos, vida libertina, rebeldia, más companhias, ...?
Infelizmente muitos pais abandonam seus filhos ainda vivos, deixando-os para serem dilacerados pelas bestas feras desta vida.

A mãe que cumpre sua missão será sempre lembrada em suas virtudes. Não é abandonada na velhice. Não será esquecida nem quando morrer. Será sempre amada. Seu caráter estará evidente em seus filhos e na sua posteridade. Deus a honrará como honrou a Rispa.
Com certeza a mãe verá o fruto de seu trabalho, da noite mal dormida, das lágrimas escorridas, daquele filho que se foi sem dar notícia; Deus mostrará os frutos de suas orações, dizendo:  “Filha nem tudo está perdido, vi tuas lágrimas e acolhi tuas orações, vede os frutos de tuas orações e de teu labor.”

A nação de Israel pode contemplar através de Rispa até que ponto o amor de uma mãe pode ser medido e as nações puderam conhecer o amor sem igual de Deus por essa humanidade, na morte salvadora de Jesus.  
Deus abençoe a cada mãe para que, compreendendo a sua missão na terra, nunca desfaleçam, nunca desistam, nunca desanimem, pois estarão plantando uma semente, regando com amor, paciência e oração.



Parabéns a todas as mães!

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Amor de Mãe





Amor de Mãe


Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que se compadece do filho do seu ventre? Mas ainda que essa viesse esquecer-se dele, eu, todavia, não me esqueceria de ti” (Isaías 49:14,15)





O amor de Deus simbolicamente é representado na Bíblia pelo amor de mãe. 

ALGUMAS MÃES DA BÍBLIA


1. Joquebede (mãe de Moisés)
Devido a perseguição dos Egípcios aos recém nascidos israelitas, Moisés, filho de Joquebede, deveria ser passado ao fio da espada ou jogado no rio Nilo.
Joquebede, porém, lutou pela sobrevivência dele. E Deus honrou seu gesto,  salvando seu filho das águas do Nilo. 
A providência divina fez o menino Moisés parar no palácio de Faraó e retornar aos braços de Joquebede para ser amamentado.
Foi o ensino aprendido com sua mãe que levou Moisés a rejeitar as glórias do Egito por causa do opróbrio de Cristo.
2. Ana (mãe de Samuel)
No tempo em que Ana viveu, esterilidade era um problema doloroso, que trazia consigo muitos estigmas.  
Ana era estéril, e também enfrentou a zombaria da sua rival, a incredulidade do seu marido e a censura do seu sacerdote.  
Mas, mesmo com a dor da esterilidade, Ana não desistiu de pedir um filho a Deus. E prometeu que se Deus lhe desse um filho, ela o devolveria para o Senhor por todos os dias da sua vida.
Deus ouviu o clamor de Ana e ela concebeu e deu à luz a Samuel, o primeiro dos grandes profetas de Deus. Depois ela teve outros cinco filhos como bênção do Deus Altíssimo.
3. Eunice (mãe de Timóteo)
Eunice era filha de uma serva de Deus chamada Lóide. Cresceu aprendendo a Palavra de Deus e transmitiu a Timóteo as mesmas verdades aprendidas em seu lar.
Ela era piedosa e nela habitava uma fé sem fingimento. Ela transmitiu essa mesma fé para seu filho. Eunice era uma mulher comprometida com a Palavra de Deus.
Ela desde a infância ensinou a Timóteo as sagradas letras, possibilitando que ele se to Timóteo sábio para a salvação.
Mais tarde, Timóteo tornou-se discípulo do apóstolo Paulo e constitui-se num dos maiores pastores da igreja cristã. Ele deu continuidade ao ministério do grande apóstolo dos gentio.

4. Maria (mãe de Jesus)
Maria foi exemplo de humildade e obediência. Quando ouviu a boa-nova do anjo Gabriel de que geraria um filho, ela creu, confiou na promessa, e aconteceu tudo o que fora pelo anjo prometido. Ela concebeu e deu à luz a Jesus.
A palavra diz que Jesus era submisso a seus pais. Ele tinha o ensino e exemplo de seus pais, especialmente de Sua mãe.
A mãe de Jesus o acompanhava em todos os momentos até na hora do sofrimento da Cruz. Guardava tudo no seu coração e instruiu os servos a obedecerem seu filho.
Maria é bem-aventurada; exemplo de perfeita obediência e amor. Ela sabia que Jesus faria alguma coisa e Ele o fez. "E os seus discípulos creram nele". As palavras e a vida de Jesus formam nosso caminho para a salvação.

Com os exemplos de mães da Bíblia, queremos ressaltar o papel da mãe que é exemplo para os filhos, que ora por eles e os educa com firmeza e doçura, transmitindo-lhes as sagradas letras, porque precisamos desse tipo de mães.

Maria -  Vamos só destacar a obediência de Maria, porque tudo começa com a obediência. A  obediência de Maria é exemplo para todos. Precisamos de mães que obedeçam.
Joquebede - Precisamos de mães que invistam tempo na vida espiritual de seus filhos. Mães que busquem a salvação de seus filhos mais do que seu sucesso. Mães que deem o melhor do seu tempo para inculcar nos filhos as verdades eternas, verdades essas que os ajudarão a tomar as mais importantes decisões ao longo da vida.
Ana - Precisamos de mães que ousem consagrar o melhor daquilo que Deus lhes tem dado ao Senhor. Mães que coloquem seus filhos no altar. Mães que consagrem seus filhos para Deus, para cumprirem os soberanos propósitos de Deus.
Eunice – Precisamos mães comprometida com a Palavra de Deus.
Você mãe, é desafiada a andar com Deus, a ensinar aos seus filhos a Palavra de Deus...

“ Ensina a criança no caminho que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele” Pv 22:6

... e a prepará-los para serem vasos de honra nas mãos de Deus. 

“Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste. E que desde a infância sabes as sagrada letras que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Jesus Cristo.” II Tm 3:14,15

Deus abençoe as mães para que, compreendendo a sua missão na terra, nunca desfaleçam, nunca desistam e nunca desanimem, pois elas estarão plantando uma semente que, regada com amor, paciência e oração, certamente frutificará.
Mãe, tu verás o fruto de teu trabalho.

Ex 2.1-10; 1Sm 1  2.1-11 18-21; 2Tim 1.1-5; Lc 1-2
Baseado: Mãe, uma mestra do bem - Hernandes Dias Lopes.

terça-feira, 9 de maio de 2017

A Caminho do Céu






A Caminho do Céu


"Ouça, eu lhe digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas todos nós seremos transformados num piscar de olhos, ante a última trombeta. Porque a trombeta soará, os mortos ressuscitarão imperecíveis, e nós seremos mudados." (1 Coríntios 15:51-52)

Minha rotina diária como uma tetraplégica não é simples, por isso eu olho para frente ao tempo em que meu corpo será trocado por uma versão nova, glorificada.
O sofrimento é a maneira de Deus ajudar-nos a adquirir a nossa mente no futuro. Deus deseja instilar dentro de cada um de nós um forte desejo pelo imperecível, pelo incorruptível, pela herança que nunca perece, despoja ou se desvanece.
Os pescoços quebrados, as casas quebradas e os corações quebrados esmagam nossas esperanças de que as coisas terrenas podem satisfazer. O sofrimento nos prepara para a ressurreição. Somente a promessa da imortalidade pode realmente mover nossos olhos deste mundo. O dia glorioso em que "a morte será engolida em vitória" torna-se nosso maior desejo quando percebemos, de uma vez por todas, que a terra nunca pode satisfazer nossos anseios mais profundos.

"Quando o perecível estiver vestido com o imperecível e o mortal com imortalidade, então o dito que está escrito se tornará realidade: 'A morte foi engolida em vitória." (Coríntios 15:54)

O sofrimento nos prepara para encontrar com Deus quando chegarmos ao céu. Suponha que você nunca soube da dor. Nenhuma reputação manchada. Sem sentimentos machucados. Sem dor nas costas, tornozelo torcido ou molares decadentes. Como você pode apreciar as mãos cicatrizadas com as quais Cristo o receberá? E se ninguém jamais o ofendesse profundamente? Como você poderia expressar sua gratidão quando você se aproxima do Homem das Dores, que esteve familiarizado com a dor?
Quando você encontrar Jesus face a face, suas dificuldades terão dado a você um sabor do que Ele passou para comprar a promessa de sua ressurreição. E sua lealdade a Ele em seus sofrimentos lhe dará algo concreto para oferecer em troca. Para que outra prova você poderia trazer do amor de Deus se esta vida o deixasse totalmente sem cicatrizes?
Para agarrar nossos corações com o céu, Deus às vezes toma medidas drásticas. Você e eu não apreciamos Seu método no início, mas mais tarde estaremos gratos por isso. 
O teólogo escocês, Samuel Rutherford, descreveu as transações de Deus dessa maneira: 
"Se Deus tivesse me dito há algum tempo que Ele estava para me fazer tão feliz quanto eu poderia estar neste mundo, e então me dissesse que Ele deveria começar por me incapacitar em um braço ou membro e me remover de todas as minhas fontes habituais de prazer, eu  pensaria que era um modo muito estranho de cumprir Seu propósito. E ainda, como Sua sabedoria se manifesta nisto! Pois se você visse um homem fechado em um quarto escuro, idolatrando um conjunto de lâmpadas e se alegrando em sua luz, e você quiser fazê-lo verdadeiramente feliz, você começaria por apagar todas as suas lâmpadas, e depois abriria as venezianas para deixar entrar a luz do céu."
Os problemas que passamos são difíceis de entender, mas eles são usados para mais de um fim. Se em nossas provações somos fiéis, o sofrimento nos dará ricas recompensas no céu. A ressurreição será maravilhosa por causa de nosso sofrimento.

"Seu mestre respondeu, 'Bem feito, servo bom e fiel! Você tem sido fiel com algumas coisas; Eu vou colocar você no comando de muitas coisas. Venha e compartilhe a felicidade de seu mestre!" (Mateus 25:21)

A minha cadeira de rodas, por mais desagradável que seja, me ajuda a ser mais fiel a Deus, o que resulta em mais recompensas guardadas no céu. Os sofrimentos terrestres nos ajudam hoje e nos servirão na eternidade. Então a esperança de uma completa ressurreição espiritual, emocional, mental e física vibrará em seu coração.
Como será bom ouvir Deus dizendo: "Muito bem, servo bom e fiel! Você tem sido fiel em confiar através das provações, em obedecer apesar da dificuldade, em crer através das dúvidas. Agora venha e compartilhe a felicidade de seu Mestre! "
Permita que seu sofrimento o prepare para o futuro, para encontrar a Deus, use-o para construir recompensas eternas. 

- Eu te louvo, Soberano Senhor, porque Tu usas o sofrimento para me preparar para o céu. Ajuda-me a viver hoje com a promessa da ressurreição diante de mim, dando-me uma razão para Te agradecer no meio da minha dor. Pois no dia em que estarei diante de Jesus, quero oferecer-lhe prova do meu amor e fidelidade. Sei que as recompensas só serão possíveis se eu perseverar nas minhas provações. Ajude-me por Sua graça a ser fiel sempre. Ajude-me a olhar para a frente para coisas maiores na eternidade. Ajude-me a ver o sofrimento como seu caminho para o céu!


http://www.joniandfriends.org/daily-devotional/

terça-feira, 2 de maio de 2017

Esquemas de Satanás, Planos de Deus













Esquemas de Satanás, Planos de Deus


Satanás planejou que uma moça de dezoito anos chamada Clarice quebrasse seu pescoço, esperando arruinar sua vida; Deus enviou o pescoço quebrado visando sua salvação e uma caminhada mais próxima com Ele.









A Bíblia nos conta no livro de Gêneses a história de como o sofrimento de José foi usado para glória de Deus. Vendido como  escravo pelos irmãos e preso injustamente, José se  tornou governador do Egito. Ele estocou alimento para o tempo de seca e evitou a morte de muitos. 
Aos irmãos que temiam retaliação de sua parte José disse:  

"Vocês pretendiam me prejudicar, mas Deus planejou para o bem realizar o que está sendo feito agora, a salvação de muitas vidas." (Gênesis 50:20)

Deus sempre explora as intenções malignas de Satanás e as usa em Seu próprio serviço. A história de José é apenas um exemplo da habilidade de Deus para trabalhar "tudo de acordo com o propósito de sua vontade" (Efésios 1:11).
Na tentativa de impedir os planos de Deus, Satanás é frustrado. Podemos observar na vida diária como tudo acontece:
 Satanás pretende que a chuva arruíne um piquenique na igreja para fazer com que os cristãos resmunguem contra o seu Senhor; Deus usa a chuva para desenvolver sua paciência. 
► Satanás planeja dificultar o trabalho de um missionário eficaz, organizando para ele tropeçar na selva e quebrar uma perna; Deus permite o acidente para que a resposta divina do missionário à dor e ao desconforto lhe traga glória. 
► Satanás prepara um furacão para matar milhares em uma pequena aldeia em Bangladesh; Deus usa a tempestade para mostrar Seu incrível poder, para mostrar às pessoas as terríveis consequências que o pecado trouxe ao mundo, para levar alguns a procurá-Lo, a endurecer os outros em seu pecado e a nos lembrar de que Ele é livre para fazer o mesmo Ele agrada. Nós nunca vamos descobrir Ele.
► Satanás planejou que uma moça de dezoito anos chamada Clarice quebrasse seu pescoço, esperando arruinar sua vida; Deus enviou o pescoço quebrado visando sua salvação e uma caminhada mais próxima com Ele.
Como alguém disse certa vez, "Deus envia as coisas, mas Satanás muitas vezes as traz. Louvem a Deus que, quando Satanás causa calamidade, podemos responder-lhe com as palavras que José respondeu a seus irmãos quando eles o venderam como escravo, 'Vocês quiseram fazer o mal contra mim, mas Deus quis fazer para o bem'. "

Ore
Soberano Senhor, Tu és todo-sábio e poderoso, capaz de abortar esquemas diabólicos sempre para servir Seus próprios fins e propósitos. O sofrimento é um mistério, mas não tanto um mistério que eu não possa confiar em Ti.


Inspirado no devocional Joni Eareckson TadaVisite: https://www.facebook.com/JoniEarecksonTada